VASOS DE BARRO

O mundo está cheio de tesouros, mas nenhum tesouro que possamos encontrar lá fora será mais precioso do que os tesouros que existem dentro de nós mesmos.

Assim como um vaso de barro, cada ser humano guarda em si um tesouro-semente que está pronto a germinar e tornar-se em algo maior que cresce em direcção ao sol e traz ao mundo algo novo.


Em algum momento da sua vida, deitou a cabeça na almofada e questionou a importância da sua vida? Está a viver a sua vida ou apenas a existir nela? Tem escutado os seus desejos interiores?

O que faz a diferença entre existir e viver, é viver com sentido – uma vida com significado define-se por sabermos qual o nosso propósito na terra.


Cada ser já traz em si uma visão do mundo, mesmo que uma grande parte das pessoas não pense nisso, ou ainda não tenha tido a oportunidade de fazer essa reflexão.

É por isso que hoje o convite é para que procure dentro de si esta resposta. Qual a sua visão do mundo?

Aquilo que cada um de nós acredita sobre o mundo determina tudo o resto na nossa vida. A visão que temos do mundo, define a forma como interagimos com ele, que papel escolhemos ter, impacta as nossas decisões, influencia os nossos relacionamentos, condiciona os nossos comportamentos, e os nossos comportamentos criam os ambientes onde vivemos.


Dana Zohar, física e filósofa americana aborda de forma, simultaneamente, polémica e consistente, a existência de uma terceira inteligência, responsável por ampliar os horizontes do indivíduo tornando-o mais criativo e em busca de significado para a sua existência – a INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL.


Inaugurou-se o século XX com o QI como medida da inteligência humana. 90 anos depois percebeu-se que mesmo um indivíduo sendo um génio precisa saber gerir as suas emoções, e assim surge o QE inteligência emocional.

O novo milénio abre-se pela porta do século XXI e com ele a descoberta de um terceiro quociente de inteligência, QS espiritual.

Esta terceira inteligência coloca as nossas ações e vivências num contexto mais amplo, com maior sentido, um maior nível de significação, de expressão mais criativa, senso de finalidade e direcção pessoal. É uma inteligência que nos dá o ímpeto de abraçarmos a vida com mais entusiasmo e criatividade, é o “espaço” da experiência espiritual enquanto “local” que transcende o eu, e o conecta aos outros e ao todo, é o lugar da alma.


Pessoas espiritualmente inteligentes praticam o auto-conhecimento e estimulam a auto-consciência. Têm uma visão clara do mundo e são idealistas. Utilizam a adversidade para encontrar novas saídas. Observam os acontecimentos a partir de um contexto de maior amplitude. São integradoras e celebram a diversidade. São compassivas e espontâneas. Sabem responder: Para quê? Quem mais para além de mim? Com que fim?


Encontrar uma finalidade e um sentido para a vida, é algo intrínseco ao ser humano, pois expande-nos perspectivas e dá-nos um rumo, uma direcção, tornando-nos capazes de transcender qualquer desafio que surja na nossa jornada.


Como disse Rumi nascemos cheios de potencial, com ideias e sonhos. Nascemos com grandeza e com asas, por isso aprendamos a usá-las e voemos.

Tudo no universo está dentro de cada um de nós , está dentro de si, dentro do seu vaso de barro, pergunte tudo a partir de si mesmo. Encontre o seu significado! Você é importante! Encontre o tesouro!


~ escrito em colaboração por Joana Sobreiro e Weliton Magela


#generativechange #spiritualintelligence

5 visualizações
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Spotify - Black Circle

(+351) 91 723 79 68​ | joana.r.sobreiro@gmail.com

 

 

Largo da Palmeira nº 140 1º andar, Abóboda

2785-038 São Domingos de Rana - Cascais

#NEWSLETTER

#CONTAcTOs

© 2018 por Joana Sobreiro

Política Privacidade